Equilíbrio e expectativa
Por José Nilton Dalcim
11 de janeiro de 2018 às 10:49

Não há muito o que se queixar do sorteio de chave deste Australian Open, nem para homens, nem para as mulheres. Um considerável equilíbrio para os principais nomes do masculino, total imprevisibilidade entre as meninas e excelentes partidas já desde a primeira rodada. Teremos grandes 14 dias, imagino.

Os deuses do tênis cuidaram bem de Rafa Nadal, que deve ter duas primeiras rodadas extremamente perfeitas para pegar ritmo: Victor Estrella e Nicolas Jarry ou Leo Mayer. Melhor ainda, não são adversários ruins. À exceção de Jarry, têm bagagem e estilos variados. O terceiro jogo é mais imprevisível. John Millman joga direitinho, Damir Dzhumhur se machucou em Auckland.

A sequência ainda é boa. Diego Schwartzman, John Isner ou Alexandr Dolgopolov. A única ameaça maior poderia enfim chegar nas quartas se der Marin Cilic. Os demais, incluindo Gilles Muller que mostrou muita irregularidade em Sydney, não parecem oferecer dificuldades se Nadal estiver em condições normais.

O sorteio foi mais cruel com o segundo quadrante. Colocou Grigor Dimitrov para encarar Andrey Rublev na terceira rodada e daí um cruzamento provável com Nick Kyrgios – adversário de estreia do azarado Rogerinho Silva. Muito difícil que o semifinalista não saia daí, a menos que o físico de algum deles atrapalhe. As quartas seriam frente a Jack Sock, Lucas Pouille ou Kevin Anderson, e nenhum começou a temporada bem.

Não há dúvida que a parte inferior da chave ficou um pouco mais forte, até porque colocou ali Roger Federer e Novak Djokovic. Também está Stan Wawrinka, mas o vencedor de 2014 é total incógnita. O atual campeão não pode se queixar de sua sequência inicial, com Aljaz Bedene e provavelmente Jan-Lennard Struff e Richard Gasquet. Nem mesmo oitavas contra Sam Querrey ou Milos Raonic incomodam, se é que ambos chegarão lá.

O torneio realmente começará para Federer nas quartas, com a possibilidade de reencontrar David Goffin ou Juan Martin del Potro, dois jogadores que impuseram amargas derrotas meses atrás: o belga na semi de Londres e o argentino nas quartas do US Open (ainda que depois Roger tenha vencido duas vezes). Del Potro está indo bem em Auckland, mas pegou uma sequência exigente em Melbourne, com Frances Tiafoe, Karen Khachanov e Tomas Berdych.

O terceiro quadrante é muito curioso. Reúne Wawrinka e Roberto Bautista, Dominic Thiem e Adrian Mannarino. Pode dar qualquer coisa. Daí que um desejável duelo entre Djokovic e Zverev nas oitavas fique ainda mais especial, porque poderia definir o semifinalista do setor. Nole tem favoritismo óbvio contra Don Young, Gael Monfils e Albert Ramos, que além de tudo são ótimos adversários para pegar confiança, enquanto Sascha não deve ter trabalho com Thomas Fabbiano, Peter Gojowczyk ou o irmão Mischa.

O estado físico mais do que nunca parece ser fator essencial neste Australian Open. As semifinais justas teriam Nadal-Kyrgios e Djokovic-Federer, mas três desses candidatos deixam dúvida nesse aspecto. Se todos avançarem, o Australian Open tem tudo para bater mais um recorde de público e superar os 728 mil do ano passado.

A chave feminina já parecia equilibrada e o sorteio ajudou a confundir ainda mais. Simona Halep e Garbiñe Muguruza ficaram do mesmo lado e, pior ainda, têm adversárias duras no caminho. A romena pode pegar Petra Kvitova já na terceira rodada e teria Karolina Pliskova nas quartas. A espanhola, que abandonou seus dois torneios preparatórios, tem Aga Radwanska e Angelique Kerber nas terceira e quarta fases. Ali está também Maria Sharapova, que precisa ser vista com atenção se o piso estiver mesmo rápido.

O outro lado tem um misto de experiência, agressividade e juventude. Venus Williams estreia contra Belinda Bencic, tem Ekaterina Makarova e ainda pode cruzar com Julia Goerges ou Daria Gavrilova. Vai ser duro repetir o vice de 2017. Sloane Stephens e Elina Svitolina também estão no quadrante para torná-lo ainda mais imprevisível. A outra vaga na semi parece mais para Carol Wozniacki. Porém CoCo Vandeweghe exige respeito numa quadra veloz.

Bia tirou a sorte grande e fará sua estreia oficial no Melbourne Park contra a mesma convidada que arrasou dias atrás em Hobart. Depois, deverá ter desafio dos grandes contra Karolina Pliskova. Poderia ser bem melhor.

Alguns duelos de primeira rodada valem o ingresso: Millmann-Coric, Rublev-Ferrer, Shapovalov-Tsitsipas, Anderson-Edmund, Bautista-Verdasco, Mischa-Chung, Delpo-Tiafoe, Querrey-Feli Lopez, Kvitova-Petkovic, Venus Bencic, Ostapenko-Schiavone e Vandeweghe-Babos.


Comentários
  1. Lomeu Lima

    Bastou o sorteio das chaves para começar as Lamentações. Todos os quadrante estão equilibrados. Os idólatras do suíço se mostram preocupados com uma possível SF contra Djokovic. Na eventualidade de ocorrer um revés do N2 muitos já devem estar procurando escusas para a possível eliminação. Torcendo muito para essa SF. Favoritos para ganhar o torneio:
    Djoko, Federer e Nadal. Não acredito que outro intruso leve o troféu.

    Responder
  2. PIETER

    Caro Dalcim, ocorreu-me uma curiosidade: quem seria a maior jogadora de todas, entre estas: Steffi, Martina, Serena ou Margaret Court?
    Entre os homens penso ser desnecessário perguntar…rsrs.

    Responder
  3. Sérgio Ribeiro

    Curado do punho Juan Martin está. Desta vez a desculpa foi o SOL. Quase Trintao, a Torre de Tandil somente deixou de vencer um ATP devido a lesão em 2010 e 2015. Mas das suas 20 Conquistas , 11 foram em ATP 250 e 8 em ATP 500. Dai que perdeu todas as Finais de MASTERS 1000 , para Novak , Rafa e Andy. E com o famoso h2h bem desfavorável com TODOS do Big Four. Incrivelmente alguns colocam o Hermano num patamar próximo a Murray. Longe , a meu ver , da técnica do Britânico. Aprontou a enorme Zebra em 5 Sets no USOPEN 2009 contra Roger ( sua única Final ). De volta com justiça ao TOP 10, mas entra como uma outra grande Zebra neste AOPEN 2018. Embora viável assim como Kyrgios. Abs!

    Responder
    1. Sérgio Ribeiro

      Ps. Stan me derrubou a três horas atrás em Coletiva : ” Não participei do evento dos Tiebeacks pois os pontos são muito curtos. Não estava prepararado para isso” . Sei…Abs!

      Responder
      1. Sérgio Ribeiro

        Soberba a mais de 8 anos , pode até ser. Mas o Hermano tinha um jogo de Pernas muito acima do atual. E a seu lado uma barulhenta torcida que fez muito bem a sua parte, amigo. Deu o troco depois da sofrida Semi de Rolanga do mesmo ano, em que foi batido por 6 x 4 no Quinto pelo Craque. Federer se habilitou então a passar o carro em Soderling. Del Potro nunca mais teve chances em Paris. Abs!

        Responder
  4. Barocos

    Que este ano seja melhor do que o que passou, com os grandes do tênis jogando em altíssimo nível e sem problemas de lesão. E que vença quem mais merecer dentro de quadra.

    A lamentar, apenas a ausência do Murray.

    Responder
  5. Mario César Rodrigues

    Caro Dalcim chega assisti o Del Potro e o Augut,realmente Augut é um cara bom jogador,Del Potro ganhar GS jamais escutou bem Jamais o cara estava no terceiro set usando Raquete como bengala,sem jogo de pernas realmente um cara que teria tudo para ir além do que é,mas não adianta é queimar vela com defunto ruim!

    Responder
  6. Nando

    Aê Mário César, li um comentário seu numa notícia sobre o nadal….então vc acha q esse site “Tenisbrasil” é bairrista? Q é contra o nadal??
    Segue o seu comentário na notícia:
    “Só uma coisa vejam como este site..é bairrista e contra o Rafa sempre foram,Rafa escapa de perigos,muito engraçado isto viu!”

    http://tenisbrasil.uol.com.br/noticias/55331/Nadal-escapa-de-perigos-ate-as-quartas-de-final/

    Aí te pergunto: se acha o site bairrista, pq comenta nele?

    Tenho ctz q os torcedores do espanhol q frequentam o blog não compartilham do seu pensamento.

    Responder
  7. Ulisses Gutierrez

    Dalcim,

    estava vendo que o Nadal joga na segunda e o Federer na terça, assim nas semifinais, caso os dois cheguem, o espanhol terá um dia de descanso a mais que o suíço. Vc acredita isso ser uma grande vantagem? Lembremos que na Final do ano passado o Nadal não estava 100% na movimentação, longe de tirar os méritos do Federer, mas ele não se recuperou totalmente da semi. Esse ano um semifinal longa do Federer, quem sabe com Djoko, pode ser determinante para Final? Ou se tratando de Federer ele deve encurtar os pontos e isso será irrelevante? O q me diz mestre Dalcim?

    Responder
  8. Andre

    Para o Federer é melhor pegar um Dioko na semi que na final. O sérvio não tem nada a perder. Ja uma final Federer x Nadal eu apostaria seco no suíço. O espanhol é que esta com bloqueio, pois perdeu as ultimas 05 partidas para o suiço

    Responder
  9. Renatinho

    Dalcim, o que tem a dizer sobre o tenista Alex de Minaur? Incrível o que está fazendo. Com apenas 18 ( para fazer 19 em breve) anos vai fazer sua primeira final de atp e já vinha de outra campanha boa em outro atp.

    Responder
  10. José Eduardo Pessanha

    Cara, olhando essa chave, que não achei tão desequilibrada assim, lembrei da época em que Federer e Djokovic foram sorteados 11 VEZES SEGUIDAS do mesmo lado da chave. kkkk. “Coincidência”. rs

    Responder
  11. Renato Toniol

    Dalcim,
    Estou vendo um vídeo do jogo do Ferrer em Auckland, e pelo que percebi ele está usando raquete Wilson, aparentemente uma Pro Staff.

    Responder
  12. Ernesto

    Os deuses do tênis (Federer, pela técnica e Sharapova , pela beleza) que participaram do sorteio , não foram bons na sorte. Federer não se deu bem , e Nadal está sorrindo a toa. E Muguruzza , que tem mais talento que Halep e cia , não está com vida fácil.
    Mas ainda assim , meu palpite eh Federer hexa , e Muguruzza levando a taça. Os “deuses” atuais do tênis.
    Agora , tomara que Deus (o Deus mesmo , Criador , Pai de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo) dê uma ajudinha ao Federer , em função do trabalho que esse atleta faz para as crianças africanas carentes. Imagino que Deus não se preocupa com as taças individuais , mas com ajuda a crianças carentes , órfãs , com certeza se alegra e usa pessoas e as recompensa !

    Responder
  13. O Doutrinador de balões

    Nadal vulgo balão não irá passar da primeira semana do AO, apesar de ter pego uma chave teoricamente fácil e que também serve pra ele poder pegar um certo ritmo, mas mesmo assim eu não acredito no balão posso até estar enganado. Perder pro Gasquet que também estava voltando de lesão e pra um aposentado como o Hewitt é osso. Sobre o cotonete vi que muitos nolistas se animaram com a volta dele e que também acreditam no título, tá certo, tem que acreditar mesmo, têm pessoas que acreditam que o balão é melhor do que o Federer kkkkkkkk… Bom, realmente o cotonete mudou seu saque e aparentemente tá até melhor, jogou bem e venceu bem o Thiem, não pera, o Thiem ? O Thiem tá numa fase horrível esse jogo não serve de parâmetro nenhum, claro, foi só uma exibição assim como a do balão, mas o balão perdeu pra um Gasquet que também voltava de lesão, meu Deus. Então cheguei na conclusão que o velho suíço é o franco favorito. Federistas façam a parte de vocês peçam a Deus que o Goffin seja eliminado antes que o #20 vem kkkkkkkkkkkkk… Pessoal o Kyrgios ainda não tem mental pra um Grand Slam não se iludam meus caros. E que comece os jogos da chave principal, espero que sejam grandes jogos, abraços amigos.

    Responder
  14. Fonseca

    Essa derrota de Nadal para Gasquet na exibição significou nada.

    Em 2017, antes do US Open, ele apanhou do Shapovalov e do Kyrgios, contudo em Nova York venceu um dos Slams mais fáceis de sua carreira… É um mestre das artimanhas… Inclusive, olhem só: ele disse agora que não estaria no torneio se não estivesse em condições. Ele falou exatamente a mesma coisa no ATP Finals do ano passado, e abandonou o torneio. Nunca se sabe o que acontece de verdade com esses jogadores.

    Responder
  15. Rubens Leme

    Dalcim, esse AusOPen promete ser o melhor Slam em anos. Primeiro, porque a “nova geração” chega o auge de sua confiança enquanto os mais velhos chegam quase todos aos cacos. O problema é ver se conseguem derrotar os vovôs em jogos de cinco sets, embaixo de um calor infernal e em partidas sempre complicadas do ponto de vista físico e emocional.

    A primeira rodada já mostra o nível que teremos.

    PS: estou vendo o segundo jogo seguido do menino De Minaur. 18 anos, 167 do mundo e está deixando Hewitt eletrizado na cadeira. Se não seguir os passos de Tomic e tiver juízo é uma bela promessa, já que a Austrália praticamente queimou sua nova geração, com exceção do Kyrgios.

    Responder
  16. Sérgio Ribeiro

    Eu mesmo adoro afirmar que o AOPEN e’ o SLAM das Zebras. Mas estas somente acontecem durante o árduo percurso até a grande FINAL. Nas últimas DESESSEIS edições, tivemos Novak Djokovic vencendo INCRÍVEIS 6 Vezes, o Craque 5 Vezes, Rafa Nadal e STANIMAL ( este se quiserem , meia Zebra ), Agassi e Marat Safin , 1 vez. A meu ver, somente o Sueco Thomas Johanson batendo Safin em 2002 pode ser considerada uma grande Zebra. Ou seja, Novak e Roger jogam em ” Casa” . No momento não vejo chave muito difícil para nenhum dos Favoritos citados no Post do Dalcim. Depois de ver como Rafter e Hewitt sentiram a responsa, vejo Kyrgios como uma autêntica Zebra viável. Acredito que posso estar completamente equivocado. E considero Roger um favorito com destaque. Mas até’ mesmo o Blogueiro gostaria de uma ZEBRA na acepção da palavra rs. ABS!

    Responder
  17. Marcos Castillo

    E a temporada de ofensas contra a torcida daquele que não é o seu tenista favorito está aberta. Dois especialistas nessa arte estão de volta, e com a corda toda. Acho que o melhor é fazer o óbvio e pular seus comentários na hora da leitura.

    Responder
  18. Marcelo

    Dalcim, vale ficar de olho nesse Shapovalov x Tsitsipas? Como você vê esse duelo de jovens?
    Nos grandes nomes, destaco a boa chave do Nadal. Acredito que Federer e Djokovic façam a semifinal do outro lado, se o sérvio estiver bem fisicamente.
    Partidas muito esperadas:
    Djokovic x Zverev
    Dimitrov x Kyrgios
    Goffin x Del Potro

    Responder
  19. Paulo Rossi

    Temos 3 vs.1 contra o suíço queridinho da mídia no AO: 3 semis, e perdemos uma oitavas.Já contra Satan Wawrinka,que exagerou na churrascada, temos 2 vs.1 a nosso favor.

    Djokovic 2018, mandando coraçãozinho pra torcida de novo?!!!!!!! Esse cara está mais preocupado com essa idiotice de mandar coraçãozinho do que em jogar tênis? Só pode ser.Ninguém dá a mínima se você manda coraçãozinho pra torcida , igual a uma garota de 12 anos. As pessoas querem que você preste atenção no que está acontecendo no jogo e faça o seu trabalho e ganhe.Aí, sim!! depois acene para a torcida igual você fazia e pronto.Deve ser culpa do guru paz e amor, e do seu irmão depressivo, e dependente financeiramente. Você é meu ídolo no tênis,mas não sou esses caras apaixonados que aceitam tudo o que seu ídolo faz e têm vergonha de tecer críticas construtivas por estarem cegos e apaixonadinhos.

    É realmente uma pena que Djokovic não esteja 100%, se não ia ser outra sacolada no suíço queridinho da mídia. Eu queria estar errado, mas vou ficar muito surpreso caso ele chega na 2° semana do Slam Australiano.

    Já comprei minhas camisetas da Lacoste. Enquanto não chega vou usar essa aqui mesmo que comprei em Belgrado. Abs!

    Responder
  20. Márcio Souza

    E que comece o AO 2018!

    E assim como em 2017 o GS começa com varios pontos de interrogação com os principais tenistas, dessa vez com Djoko, Nadal e Stan.

    Como as zebras na primeira semana sempre nos surpreende, vou acompanhar com muita atenção, café e bolachas os jogos da madrugada kkkk

    Cravo aqui o palpite de semifinais:
    Kyrgios x Cilic
    Federer x Zverev

    E final: Kyrgios x Federer

    Campeão: o GOAT com certeza!

    Quem viver, verá!
    E os urubus e aves de rapina irão choramingar como sempre, mas terão que engolir o 20° caneco do MAIOR e MELHOR de TODOS!!!

    Ótimo AO para todos que assim como eu irão assistir mais conquista maravilhosa do Federer.

    Abs.

    Responder
  21. O LÓGICO

    Pra mim, qualquer um pode ganhar esse AO, inclusive o Belost. Menos o robozinho satânico – LOBO DA ESTEPE kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Responder
  22. Eduaro Silva de Oliveira

    José Nilton,

    interessante a análise feita no texto acima sobre as chaves sorteadas do AO. Claro, se trata de uma previsão. Durante os 14 dias de disputa haverá muita mudança!

    Somente uma observação, entre o Zverev e o Goffin acredito mais no Goffin devido sua frieza e concentração, muito semelhante à do Bjorn Borg.

    Abraços

    Responder
  23. Eduaro Silva de Oliveira

    José Nilton,

    interessante sua análise feita no texto, sobre as chaves sorteadas do AO.

    Se compararmos o Zverev e Goffin, eu acreditaria muito mais no Goffin devido à sua frieza e concentração, muito semelhante àquela que foi vista no Bjorn Borg!

    Responder
  24. Chetnik

    Só pra constar, eu tava falando de choradeira em relação à chave do Nadal, não sobre uma possível eliminação do Federer…

    E eu estava certo rs.

    Responder
    1. Márcio Souza

      Será?

      Será que são os torcedores do Federer que estão preocupados com o Cotonete?
      Ou são as Djokozetes que estão se borrando todas ao ter que enfrentar a nova esquerda do Craque?

      Os torcedores do Federer estão loucos por esse confronto pro Federer fazer com o sérvio o que tem feito com o espanhol kkkkk

      Aguarde Djokovic o que é seu esta guardado meu filho kkkkk

      Responder
  25. Henrique

    Se o índio não ganhar dessa vez, pode esquecer… só precisa fazer fazer esforço a partir da semifinal. Aliás, que equilíbrio é esse em que todos os bons estão na parte de baixo da chave e o Nadal fica sozinho na parte de cima?

    Responder
  26. Robson

    Analisando as chaves aqui,algumas conclusões;
    Quadrante do Nadal, Fácil,começa a partir das semi.
    Quadrante do federer, Fácil,começa a partir das quartas.
    Quadrante do Novak, razoável, começa a partir das oitavas.
    Lógico que é teoricamente e em circunstâncias normais essa análise de cada quadrante.
    Vou torcer pra acontecer o “justo” como bem quer o nobre Dalcim e acho que todos que apreciam o tênis,ou seja,semi finais entre;
    Nadal x Kyrgios
    Novak x Federer
    E indo mais além,vou torcer pra final entre Novak x Kyrgios com Novak CAMPEÃO.
    Mas não será fácil minha torcida,rsrs,essa lesão de Novak está muito mal explicada, ninguém sabe ao certo o que tem de verdade nisso,a ponto está a recuperação,enfim,vamos aguardar,o 1° jogo já dirá muita coisa.

    Responder
    1. Nando

      Luís Henrique, faça como eu, bloqueie o facebook desses fanáticos, assim eles não vêem seus comentários e nem vc vê os dele.
      Esse David Dilkin qnd estava no grupo do whats dizia ser “amante do tênis”, mas xingava qlqr um q chamava o nadal de baloeiro, de siri…..e saiu do grupo antes do cumprimento à rede do Muller em WB 2017.
      Aki no blog tds temos divergências, mas nunca passamos do ponto.

      Responder
  27. Rodrigues

    Dalcim

    Qualquer previsão para o primeiro Grand Slam do ano é puro chute. Não dá pra saber as reais condições dos jogadores. E, além disso, tem que enfrentar 5 sets. Ou ao menos três.

    Responder
  28. Marco Dias

    Olá, pessoa!
    Finalmente chegou outro Grand Slam! 4 meses entre um e outro é muito tempo para nós torcedores.
    Sorteio foi equilibrado! Vamos ver se Zverev vai melhor num Slam dessa vez. O grande teste deve ser com o Djoko!
    Stan – mesmo gordinho – será que passa da primeira rodada? Curioso para ver o jogo do suíço.

    Abs!

    Responder
      1. Paulo F.

        Perdão, em JANEIRO DO ANO PASSADO, Roger Federer estava em DÉCIMO SÉTIMO!
        Três posições ABAIXO da que Novak Djokovic ATUALMENTE se encontra, na “segunda divisão”…

        Responder
  29. Logan

    Federer,Wawrinka,Zverev,Del Potro e Djokovic do mesmo lado da chave…

    Azar dos adversários do Federer….simples assim!!!

    Abraços Dalcim…na torcida pelo 20°GS

    Responder
  30. Evaldo

    Nadal não poderia sonhar com uma chave melhor. A rigor só jogará no máximo três jogos de verdade (quartas, semi e final), se passar. Os outros jogos serão meros treinos pra ele. A sorte jogou totalmente a seu favor, e reservou a Roger a chave bem mais difícil, com Djokovic, Del Potro, Goffin, Wawrinka e cia. .

    Responder
  31. Tadeu

    Mestre, tudo bem?
    Feliz Ano Novo!!
    Acho que seria mais do mesmo falar de Roger, sempre favorito, mas chama atenção o retorno de Djokovic e Wawrinka.
    Dá para tirar alguma avaliação do sérvio diante de Thiem, onde venceu por 2 sets a 0? Me pareceu com um movimento mais curto no saque.

    Forte abraço

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Como disse mais abaixo, o Thiem não ajudou muito nessa partida. Mas o Nole sacou muito bem, devolveu com qualidade e pareceu muito bem disposto. Gostei do que vi.

      Responder
  32. Rodrigo S. Cruz

    Goffin ou Delpo nas quartas, Djokovic ou Zverev nas semi, e Nadal na final.

    Se o Federer for campeão nessas condições, será mais uma desmoralização pras “Cotonetes” chorosas…

    Responder
  33. Mário Fagundes

    Assim como no ano passado, Federer tem uma chave mais complicada que os demais favoritos. Nadal teve muita sorte no sorteio, mas não acredito que chegue à segunda semana. Espero um confronto duro, exaustivo e bem longo entre Zverev e Djokovic. Quem sobreviver, não passa de Federer. Dimitrov, desta vez, é minha aposta mais ousada, pois Kyrgios não me inspira confiança. A grande final do AO 2018 será entre Federer e Dimitrov, para o delírio geral dos amantes do tênis vistoso e de altíssimo nível.
    No feminino, a final será entre Halep e Wozniacki.

    Responder
  34. Roberto Rocha

    Já tem carta fora do baralho…
    As únicas certezas: em condições normais, os 3 grandes caminham e ganham ritmo nas 3 primeiras rodadas. Daí pra frente…só vendo. E que venham grandes jogos!

    Responder
  35. Mario César Rodrigues

    Mas fico pensando então o Bedene não joga nada não é páreo para Federer então só deve ter trabalho nas quartas pqp que fanatismo disgramado!Rafa os Deuses ajudaram tá eu sei e se estiver bem pegar ritmo de jogo e não acontecer nada de anormal Cilic é fichinha para Rafa nesta fase que se confirmar se enfrentam.Para mim o Campeão é Rafa inconteste!Diego para mim é mais perigoso do que Cilic!Dimitrov e na final fará com Djokovic pois Roger não passará da primeira semana..olha podem cravar o que falei!

    Responder
    1. Chileno

      Na quadra dura rápida o Cilic pode engrossar bastante hein? Não seria favorito diante de um Nadal em forma, o que não sabemos se será o caso num eventual confronto, mas sem dúvida não é um adversário a se menosprezar.

      Responder
  36. Sônia

    Aljaz Bedene é um bom jogador, não será tão fácil assim pro Lindinho. Único desejo é que o físico DELE aguente pois o resto ele tem de sobra. Chave extremamente fácil para “aquele que nunca se cansa”, na torcida que sejam jogos de 6 horas (fichinha pro bicho) e ele acabe se cansando (acredito em papai noel e coelho da páscoa rsrs). Go Kyrgios. Beijos.

    Responder
  37. Ayrton

    Dalcim, o que você acha do duelo Berdych x De Minaur? Acha que o garoto australiano pode surpreender, tendo em vista que jogou muito bem em Brisbane e Sydney e o Berdych nao está numa fase muito boa?

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Sim, o australiano pode surpreender se estiver num bom dia. Melhor de cinco sets mudam bastante o jogo, daí a experiência do tcheco pode prevalecer.

      Responder
  38. Fernando Filho

    É impressionante como o Nadal tem sorte… Parece que tem coisa com o tinhoso mesmo, como diria o rapaz com a foto do Spock.

    O adversário mais difícil para Roger deve vir nas quartas, quando enfrentará Goffin ou Del Potro. Se a quadra estiver rápida mesmo o argentino pode fazer estrago nesse torneio.

    O jogo mais interessante dessa primeira rodada com certeza é Shapovalov x Tsitsipas. Dois talentos da novíssima geração, que jogam ofensivamente, buscando os winners, e ambos com esquerda de uma mão.

    Estou curioso para ver como Nick Kyrgios se sairá nesse Australian Open. É uma pena que tanto talentoso seja mal aproveitado. Talvez o fato de jogar em casa e o título recente em Brisbane o motivem a se empenhar. Se bobear, ele ganha esse negócio.

    Responder
  39. henrique manoel

    se fosse apostar em surpresa nesse ao eu acreditaria em 2 caras de minaur,kokkinakis podem surpreender nesse torneio apesar de ambos terem chaves dificeis concorda comigo dalcim, e kyrgios pode levar esse titulo por isso nao e surpresa nenhuma… seria legal ver uma 3 rodada shapovalov vs kyrgios e 4 rodada contra dimitrov

    Responder
  40. sandro MG

    Dalcim, bom dia. Pelo que observou no jogo contra Thiem, você acha que Djokovic pode dar trabalho? Você observou algo no jogo dele que nitidamente mudou (saque, posicionamento, etc…), em relação ao primeiro semestre de 2017, talvez por influência do Agassi, etc ? Sou fã do Federer e Nadal, acho-os (e os numeros provam isso) os melhores de todos os tempos, mas admiro o djokovic pela constante busca do aprimoramento. Se o Nadal fosse um pouco menos resistente (e teimoso) a mudanças, ele poderia ter ultrapassado o Federer (em números, não em qualidade técnica, afinal , isso é bem individual).

    parabéns pelo profissionalismo do site e, enfatizo, pelos comentários imparciais e técnicos…
    grande abraço

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Obrigado pelas palavras, Sandro. Não, não vi mudança técnica ou tática no jogo do Nole, mas o Thiem não ajudou nada. Parecia não estar disposto a trocar três bolas. Gostei muito da devolução do Djokovic diante do forte saque do austríaco. Muitas bolas profundas, no seu melhor estilo. Abs!

      Responder
    2. José Eduardo Pessanha

      Olha, se Federer não fosse teimoso e tivesse feito a troca de raquetes uns 3 anos antes, já teria uns 25 Slams. E se ele não fosse teimoso e tivesse aplicação tática desde o início da carreira, teria outros 5 GS na conta. Fácil. rs
      Abs

      Responder
  41. Aguinaldo

    Esse Nadal é muito sortudo!
    Todos os torneios são a mesma coisa.
    Ele só pega moleza e o Roger só pega as pedreiras.
    Com essa sorte, ele vai continuar sendo o primeiro do ranking.

    Responder
  42. José Eduardo Pessanha

    Tranquila a chave do Craque. Deverá chegar às quartas com menos de 9 horas de quadra. Seu provável adversário das quartas, Delpo, pegou uma chave muito difícil e chegará ao duelo extenuado. Federer chegará à semifinal sem perder sets.
    Conan perderá pro Coric na terceira rodada.
    SuperesTHIEMado perderá na estréia, e o limitado Goffin perderá pro talentoso Fognini.
    Final: Federer x Kyrgios, 3 a 1 pro Craque.

    OBS: Sérgio Ribeiro, Goffin tem 27 anos. Longe de ser nova geração, quer você queira ou não. rsrs

    Abs.

    Responder
  43. Ulisses Gutierrez

    Dalcim,

    Ao meu ver a chave do Nadal está bem melhor que a do Federer. Não sei como o espanhol tem tanta sorte assim nos sorteios. Incrivel! A do Federer está difícil, mas nem tanto, perigo maior mesmo somente a partir das quartas de final. Agora o Dimitrov deu muito azar mesmo. Dalcim com essa chave um pouco mais difícil do Federer, mas por outro lado diante das incertezas do físico do espanhol, vc acredita que teremos uma reedição da final do ano passado?

    Responder
  44. Luiz Fernando

    Ontem achei q Rafa jogou muito bem nos 2 primeiros tiebreaks, com bolas fundas e bem anguladas, caindo sem dúvida no terceiro. Se estiver bem fisicamente, o q é sempre uma incógnita, creio q pode perfeitamente ir longe no torneio, com essa chave favorável, q vai lhe permitir ir pegando ritmo ao longo do torneio. Se terá chances ou não de vencer, é melhor aguardar o desenrolar dos jogos e o nível de jogo que apresentará, mas sem dúvida eu não o poria como um dos principais favoritos, mas convém lembrar p os esquecidos q em janeiro de 2017 o próprio Federer declarou q não tinha chances de vencer o torneio e todos vimos o q aconteceu…

    Responder
  45. Renato

    Nadal, na minha opinião, é carta fora do baralho. Se por milagre chegar até as quartas, não deverá passar por Cilic. Meu palpite para as semi-finais: Dimitrov x Cilic e Federer x Zverev/Novak. Dou 70% de chances para Roger vencer de novo. A derrota para Goffin foi um acidente e dificilmente acontecerá de novo. Meua favoritos para vencer por ordem: Federer(favoritaco), Dimitrov e Novak.

    Responder
    1. Nando

      Mãe Dinah, passe os números da mega?

      Federer pegou uma boa chave, pegar uma chave totalmente baba é ruim.
      Balão pegou uma chave fácil, cotonete tbm, e Dimitrov se lascou.
      The end.

      Responder
      1. Emerson Torres

        Estes tipo de comentários que acho engraçado. Me lembro muito bem de coisas parecidas nas Finais de Wimbledon e Us Open de 2015 e Semi Final do Aus de 2016. O comedor de fígados adora o Suíço e seus torcedores. Aguardo pelas desculpas da “idade”… Este ano promete. Três Slans pro Novak, fácil fácil!

        Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *